forumdoc.mg em teófilo otoni

forumdoc.mg de novo em Teófilo Otoni

Entre os meses de abril a junho de 2012, o forumdoc.mgmostra itinerante do filme documentário e etnográfico – chega em nove cidades de Minas Gerais: Lagoa Santa, Teófilo Otoni, Ouro Preto, Araçuaí, Mariana, Uberlândia, Montes Claros Cambuquira e Pouso Alegre. O forumdoc.mg tem como objetivo ampliar e democratizar o acesso a uma programação de cinema diferenciada no estado de Minas Gerais. Os filmes apresentados nas nove cidades que integram o forumdoc.mg em 2012 são representativos das mostras que compuseram o 15º Festival do Filme Documentário e Etnográfrico - forumdoc.bh, festival de cinema que acontece anualmente em Belo Horizonte desde 1997.
As temáticas e as formas de cada filme são variadas, mas sempre se preocupam com uma proposição política, social e estética, proporcionando uma discussão mediada com os espectadores, e buscando o compartilhamento de experiências, ao tentar perceber principalmente o que cada um deles tem a nos mostrar sobre a vida e sua maneira de nos apresentar ao nosso mundo.
Em Teófilo Otoni, o forumdoc.mg acontece de 17 a 20 de maio de 2012, no Auditório do CDL. A curadoria realizada por Carla Maia é composta por filmes que participaram das Mostras Competitivas nacional e internacional do forumdoc.bh.2011. Carla Maia é doutoranda em Comunicação Social pela UFMG. Atua na área de audiovisual como pesquisadora, professora, produtora e curadora.  Co-diretora, ao lado de Raquel Junqueira, do filme Roda (2011).
O evento, que se encontra em sua quinta edição, conta com o patrocínio da CEMIG/Governo de Minas e da Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura/Governo Federal, via Lei de Incentivo à Cultura e Fundo Nacional de Cultura. Além disso, conta com a parceria das instituições locais ICETAS/CDLTO e Associação Histórico Cultural Mucury, e do apoio de Papo Café, Restaurante Rua das Flores e Prefeitura de Teófilo Otoni.
Clique aqui para acessar o livreto com todas as informações detalhadas.
Todas as atividades que compõem a programação têm caráter público e gratuito.

Sobre a Associação Filmes de Quintal
A Associação Filmes de Quintal é uma entidade sem fins lucrativos e tem suas ações voltadas à promoção cultural através de atividades de divulgação, pesquisa, reflexão, fomento e produção em audiovisual. Com sede em Belo Horizonte, a Filmes de Quintal possui ampla experiência na produção de mostras cinematográficas e na realização de oficinas de audiovisual. Criada em 1999, a Associação Filmes de Quintal foi fruto da reunião de pesquisadores, professores e estudantes dos cursos de Comunicação Social, Filosofia e Antropologia, entre outras áreas, para oficializar a criação do Festival do Filme Documentário e Etnográfico – forumdoc.bh – que já acontecia desde 1997, graças ao esforço pessoal dos fundadores da Associação.

Sobre o forumdoc.bh
O forumdoc.bh é um festival de cinema e vídeo dedicado ao documentário e a filmes que não têm espaço no circuito de exibição comercial. Em sua programação, o forumdoc.bh apresenta um panorama de produções audiovisuais diversificado, disponibilizando ao público filmes de vários países, produções contemporâneas e filmes clássicos.
Promovendo mesas redondas, sessões fílmicas comentadas, oficinas, lançamentos de publicações como catálogos, revistas, livros e cd-roms especializados, o forumdoc.bh tem possibilitado o intercâmbio de experiências, visando o fomento à pesquisa, experimentação e qualificação da produção.


 


PROGRAMAÇÃO TEÓFILO OTONI

Dia: 17/05 – (quinta-feira)

Hora: 19h30

Preço: Gratuito
Filme: BICICLETAS DE NHANDERÚ
Sinopse: Uma imersão no cotidiano e na espiritualidade dos Mbya-Guarani da aldeia Koenju, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul.
Direção : Sandro Ariel Ortega e Patrícia Ferreira
Brasil | 2011 | cor | 45’
Dia: 18/05 – (sexta-feira)

Hora: 16h

Preço: Gratuito
Filme: A CAÇA AO LEÃO COM ARCO
Sinopse: De 1957 a 1964, Rouch seguiu os caçadores Gaos da região de Yatakala e o filme retraça os episódios desta caça na qual técnica e magia estão intimamente ligadas: fabricação dos arcos e flechas, preparação do veneno, rastreamento e ritual de sacrifício. Mas o velho leão assassino, denominado “Americano”, conseguirá evitar todas as armadilhas, e os Gaos apenas aprisionarão duas de suas fêmeas. Após a caça, os homens contam a seus filhos a história de gaway gawey, a maravilhosa caça aos leões.
Direção: Jean Rouch
Nigéria | Mali | Burkina Faso | 1965 | cor | 78’
Dia: 18/05 – (sexta-feira)

Hora: 20h

Preço: Gratuito
Filme: FRAGMENTOS DE UMA REVOLUÇÃO
Sinopse: A história trata dos protestos no Irã, em que cidadãos anônimos fizeram, de improviso, o papel de jornalistas, e conseguiram por seus próprios meios burlar a censura oficial.
Direção: Anonymous
França | 2010 | cor | 55’
Dia: 19/05 – (sábado)

Hora: 16h

Preço: Gratuito
Filme: O CÉU SOBRE OS OMBROS
Sinopse: O céu sobre os ombros conta a história de três pessoas anônimas, comuns. São Histórias inventadas pela vida, de pessoas que vivem num contexto entre o cotidiano, o exótico e a marginalidade. O filme é um gesto para revelar o quanto somos todos tão humanos, e quão semelhantes são nossos medos e desejos.
Direção: Sérgio Borges
Brasil | 2010 | cor | 72’
Dia: 19/05 – (sábado)

Hora: 20h

Preço: Gratuito
Filme: RODA
Sinopse: Entre sambas e memórias, compositores, intérpretes e instrumentistas da Velha Guarda do Samba de Belo Horizonte fazem roda.
Direção: Carla Maia, Raquel Junqueira
Brasil| 2011 | cor | 72’
Dia: 20/05 – (domingo)

Hora: 16h

Preço: Gratuito
Filme: EX ISTO
Sinopse: Livremente inspirada na obra Catatau, de Paulo Leminski, a narrativa parte da hipótese histórica imaginada pelo poeta curitibano: “E se René Descartes tivesse vindo ao Brasil com Maurício de Nassau?” O filme realiza essa hipótese e acompanha o pai da filosofia moderna em seu périplo pelos trópicos. Sob o efeito de ervas alucinógenas, ele investiga questões da geometria e da óptica diante de um mundo absolutamente estranho.
Direção: Cao Guimarães
Brasil | 2010 | cor | 86’
Dia: 20/05 – (domingo)

Hora: 20h

Preço: Gratuito
Filme: DIÁRIO DE UMA BUSCA
Sinopse: Outubro, 1984. Celso Castro, jornalista com uma longa história de militância de esquerda, é encontrado morto no apartamento de um suposto ex-oficial nazista, onde entrou à força. A polícia sustenta que se trata de um suicídio. O episódio, digno de um filme de suspense, é o ponto de partida de Flávia, filha de Celso e diretora do filme. É uma viagem no tempo e na geografia: o filme percorre os cenários do exílio familiar, dos ideais e do fracasso de um projeto político.
Direção : Flávia Castro
Brasil | França | 2010 | cor | 105’
Local de exibição
Auditório do CDL de Teófilo Otoni
Av. Luiz Boali, nº 1370, Ipiranga - Teófilo Otoni / MG
Clique aqui para acessar o livreto com todas as informações detalhadas.


TEÓFILO OTONI


Realização
Filmes de Quintal
Participação
ICETAS/CDL TO
Associação Histórico Cultural Mucury
Apoio
Papo Café
Restaurante Rua das Flores
Prefeitura de Teófilo Otoni
Curadoria e sessões comentadas
Carla Maia
Debatedores
Michelle de Oliveira Freitas - ICETAS
Bruno Dias Bento - Mucury Cultural
F. G Júnior- Mucury Cultural
Rodrigo Ednilson de Jesus - UFVJM
Vanessa Juliana - UFVJM
Marco Antônio Poubel - FENORD

Produção Local
Michelle de Oliveira Freitas (ICETAS)
Bruno Dias Bento (Mucury Cultural)
CONTATO:
Associação Filmes de Quintal
(31) 3889-1997



forumdoc.mg em teófilo otoni - 2011


Olá mucuryanos e cinéfilos,
As tardes e noites dos dias 8, 9 e 10 de junho  foram incríveis!
Conseguimos algo quase inconcebível quando organizávamos junto aos parceiros a mostra do forumdoc.mg.
Portanto, gostaríamos de agradecer imensamente todos aqueles que contribuíram para o sucesso indescritível da 4ª Mostra do Filme Documentário e Etnográfico, a primeira em Teófilo Otoni.
Ao todo passaram pelo auditório do CDLTO cerca de 700 pessoas, uma média de mais de 100 por sessão.
Foi, como dissemos, uma grande surpresa a participação massiva, uma grande e boa surpresa, e isto é formação de público, dar oportunidades e abrir as portas de eventos como este para todas as pessoas, sem distinção.
Os debates foram riquíssimos e muito empolgantes, o público interagiu bastante. estamos vivenciando um grande sucesso!
Começamos agradecendo ao público presente.
Novamente agradecemos à Filmes de Quintal, e consolida-se uma ótima parceria. Cremos que será de muito proveito para nós mucuryanos!
Agradecemos também as escolas e universidades que compareceram, principalmente a UNEC, COOPED, Alfredo Sá e João Paulo II.



Continuamos agradecendo ao Bruno Vasconcelos pela delicadeza, presteza, simpatia e pela curadoria desta mostra e à Glaura Cardoso pelo carinho e dedicação para este evento.
Não podemos nos esquecer dos debatedores Igor Sorel, Marco Poubel, Rodrigo Edinilson, F.G. Júnior, Benjamin Xavier e Michelle Freitas.
E finalmente, de nossos parceiros, ICETAS/CDLTO, Estação Doce Maria e Conservatório de Música Teófilo Otoni, além de todos os outros que nos ajudaram com a divulgação e organização do evento.




Em nome da mucury cultural, muito obrigado!

No ano que vem tem mais! oxalá!

bruno bento.

Clique aqui e veja mais algumas imagens.

Finalmente conseguimos trazer a Teófilo Otoni uma edição da Mostra Itinerante do Filme Documentário e Etnográfico, numa articulação entre Mucury Cultural, ICETAS/CDL, Conservatório de Música e Estação Doce Maria.
A mostra, que está na 4ª edição é realizada pela Associação Filmes de Quintal e circula por nove cidades mineiras. Esta mostra faz parte d’O forumdoc.mg tem como objetivo ampliar e democratizar o acesso a uma programação de cinema diferenciada no estado de Minas Gerais, através da exibição de filmes já exibidos no forumdoc.bh (festival de cinema que acontece anualmente em Belo Horizonte desde 1997) e/ou que fazem parte do acervo da Associação Filmes de Quintal, associação sem fins lucrativos responsável pela realização do projeto.
Pois é, nossa cidade que já contou com vários cinemas, mas todos ligados ao circuito comercial, um dos motivos das respectivas extinções, é uma excelente oportunidade de conhecermos outras modalidades da Sétima Arte.
Foram necessários alguns anos para que conseguíssemos e a permanência de Teófilo Otoni no circuito do forumdoc.mg depende de sua participação e de todos, nos ajudem a divulgar, chamem seus amigos, parentes, colegas e todo mundo que se interessa por cultura!
A entrada é franca!
Para maiores informações sobre:
o forumdoc, clique aqui.
o download do folder, aqui.
o download do release, aqui.

CONTATOS


Michelle Freitas: 33-9917 – 6509 - michelleofreitas@hotmail.com

Bruno Bento: 33-8886-4097 - brunodiasbento@yahoo.com.br

CDL: 33-3529-1000


LOCAL

Auditório do CDL-TO
Avenida Luis Boali, 370 - Ipiranga, Teófilo Otoni.

PROGRAMAÇÃO

08/06

20h Sessão de Abertura Terra deu, terra come
direção: Rodrigo Siqueira
09/06
16h30 Barrados e condenados
direção: Adrian Cowell
18h30 Kene Yuxí, As voltas do Kene
direção: Zezinho Yube
20h Zanzibar Musica Club
direção: Philippe Gasnier, Patrice Nezan
10/06
16h30 Avenida Brasilia Formosa
direção: Gabriel Mascaro
18h30 Morro do Céu
direção: Gustavo Spolidoro
20h Terras
direção: Maya Da-Rin

SINOPSES

Avenida Brasília Formosa
Brasil | 2009 | cor | 85’ Direção: Gabriel Mascaro

Fábio é garçom e cinegrafista. Registra importantes eventos no bairro de Brasília Teimosa (Recife). No seu acervo, raras imagens da visita do presidente Lula às palafitas. Fábio é contratado pela manicure Débora para fazer um videobook e tentar uma vaga no Big Brother. Também filma o aniversário de 5 anos de Cauan, fã do Homem Aranha. Já o pescador Pirambu mora num conjunto residencial construído pelo governo para abrigar a população que morava nas antigas palafitas do bairro, que deu lugar à construção da Avenida Brasília Formosa. O filme constrói um rico painel sensorial sobre a arquitetura e faz da Avenida uma via de encontros e desejos.
Barrados e condenados
Brasil | 2001 | cor | 52′ Direção: Adrian Cowell

O documentário analisa a experiência da construção da barragem e colocação em funcionamento da hidrelétrica de Tucuruí, os quase 20 anos de controvérsias sobre o projeto e as consequências sociais e ambientais da falta de planejamento ordenado, por parte da empresa e do governo. Acompanha as populações atingidas e o processo que desencadeou a criação de uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável, nas ilhas do lago da represa.
Kene Yuxí, As Voltas do Kene
Brasil | 2010 | cor | 48’ Direção: Zezinho Yube

Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.
Morro do Céu
Brasil | 2009 | cor | 71’ Direção: Gustavo Spolidoro

Morro do Céu é uma pequena comunidade de descendentes de italianos, localizada no alto de uma montanha no sul do Brasil. Lá, o jovem Bruno Storti e seus amigos preenchem os dias de verão entre túneis de trem, a colheita da uva e a descoberta do primeiro amor.
Terra Deu, Terra Come 
Brasil | 2010 | cor | 88’  Direção: Rodrigo Siqueira  Pedro de Almeida, garimpeiro de 81 anos de idade, comanda como mestre de cerimônias o velório, o cortejo fúnebre e o enterro de João Batista, que morreu com 120 anos. O ritual sucede-se no quilombo Quartel do Indaiá, distrito de Diamantina, Minas Gerais. Ao conduzir o funeral de João Batista, Pedro desfia histórias carregadas de poesia e significados metafísicos, que nos põem em dúvida o tempo inteiro. No filme, não se sabe o que é fato e o que é representação, o que é verdade e o que é um conto, documentário ou ficção, o que é cinema e o que é vida, o que é africano e o que é mineiro, brasileiro.
Terras
BRASIL | 2009 | cor | 75′

Direção: MAYA DA-RIN
Três fronteiras. Duas cidades. A floresta. Na fronteira tríplice entre Brasil, Colômbia e Peru, as cidades gêmeas Letícia e Tabatinga formam uma ilha urbana rodeada pela floresta amazônica. As delimitações de fronteira são muitas vezes encoberta pela densa vegetação. O filme se constrói em um movimento de imersão no cotidiano da fronteira e de seus habitantes. Um lugar ritmado pelo fluxo constante de pessoas de origens diversas, onde culturas ancestrais e contemporâneas convivem lado a lado.
Zanzibar Musical Club
França | 2009 | cor | 85’ Direção: Philippe Gasnier, Patrice Nezan

Ao pôr do sol, nas ruas da antiga cidade, os clubes musicais de Zanzibar murmuram os alegres sons do Taarab. Veículo de identidade cultural e tradição viva, a performance do Taarab é intrinsecamente ligada tanto à vida religiosa quanto cotidiana da ilha. Representado por artistas como a parteira e curandeira Bi Kidude, uma das mais reverenciadas cantoras de Taarab de todo o Zanzibar, este documentário revela a ternura e a diversidade dos poetas Taarab, guardiões culturais de uma herança musical dinâmica, que deve se afirmar diante do turismo e das trocas econômicas.